Mitsy Queiroz

É um corpo transviado e não-binário, artista visual e pesquisadore no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da UFPE. Em sua sua poética, investiga os tensionamentos entre programas fotográficos, corpos dissidentes e processos criativos potencializados pelo esquecimento. Ouve com atenção os ecos dessas imagens latentes e busca ainda teorizar estrategicamente suas dores como travessia consciente das experiências vividas.  

Como arte/educadore atua como facilitadore de projetos de formação em Arte contemporânea e Fotografia como o Laboratório de Investigação Artística: Corpas que quebram, acolhido pelo Museu Murilo la Greca e o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães [Recife, PE]. Participa ainda de mesas redondas, revistas críticas especializadas e ministra aulas na Licenciatura em Artes Visuais da UFRPE no programa UAB de educação à distância como professor-tutor.

Integra o coletivo OCUPIRA que investiga as visualidades do pós-pornô e sua performatividade política, participando da I Feira Autônoma Sexodissidente no MAMAM [Recife, PE] e do 13º Dark Show perfomando à meia noite no centro da cidade do Recife. 

Participa ainda de Mostras de Arte desde de 2012 na cidade que reside [Recife, PE], assim como em Pelotas [RS], Curitiba [PR], Juiz de Fora [MG], Niterói [RJ], Santos [SP] e São Paulo [SP]. Destacam-se o VIII Salão Universitário de Arte Contemporânea do SESC com itinerância do Sesc Casa Amarela [Recife, PE] ao Sesc Petrolina [PE]; coletiva da galeria EIXO 2018 na Fábrica Bhering [Santo Cristo, RJ]; a exposição Tramações: Cultura Visual, Gênero e Sexualidades (2ª edição) na galeria Capibaribe [Recife, PE]; a exposição coletiva ENTREMOVERES no Museu da Abolição [Recife, PE] e a mais recente participação no projeto de residências artísticas SESC Confluências em sua primeira edição no Estado de Pernambuco. Atualmente é representado pela Smith Galeria.

Trabalhos de Mitsy Queiroz

Conheça outra(o)s artistas